02 junho 2008

Síndrome dos 25

Nunca ouvi falar de tal. Mas começo a acreditar que também existe o síndrome dos 25 anos. Passadas 24 horas sobre a consagração (e sobrevivência) do meu primeiro quarto de século de existência, começo a sentir no corpo o cansaço de tamanha responsabilidade.
Pior ainda, quando tal data se comemora no Dia Mundial da Criança e eu não consigo ser bem sucedida nas inúmeros tentativas (pouco esforçadas, confesso!) de adaptar a imagem à idade cronológica.
Talvez os novos passos tragam consigo novas marés, novos ventos, novas tempestades, novas mudanças. Ou talvez não.
Mas, por agora, lá me vou aguentando com 25 anos no lombo e a ideia de que no próximo aniversário não vou trabalhar que nem uma louca, furar um pneu do carro, esquecer-me da carteira e das chaves e não ter jantar de amigos.
Ok, há mesmo o síndrome dos 25. Já começo a fazer exigências difíceis de realizar. Pelo menos, todas ao mesmo tempo.

4 comentários:

Susana disse...

Parabéns. Atrasados é certo. Nada de anormal em mim, também é certo, mas neste caso com a desculpa de desconhecer a data do teu aniversário.
Aos meus 25 anos sofri uma reviravolta na minha vida. Para melhor. Claro que com o tempo vamos aprendendo que nem tudo o que é bom, é sinónimo de eternidade. Aprendemos isso e outras coisas. E o tempo, esse é o que nos permite caminhar, passo a passo, dia a dia, ano a ano.
E agora um conselho de algibeira, desta que leva mais 6 anos no lombo: Vive a tua idade no presente e disfruta-a. Exige tudo o que tens a exigir, fácil ou díficil. E quanto à imagem? Deixa lá isso. Adaptações é coisinha para gajas fúteis. E do que te "li" tenho a certeza de não ser o caso.

(Desculpa o testamento, deu-me para divagar)

Felicidades
Bjo

Raindogs disse...

Já vou tarde, mas, parabéns. Mais 5 e me apanhas.
Ah..o síndrome é real. É chamada a crise da 1 avo de resma...ou a de meia-meia idade como prefiro.

Ao que ouvi dizer é contagioso pela tua idade.

Ana Ferro disse...

Ha Ha por mais que não queiras apanhas-me sempre =p Assim não me sinto tão sozinha neste quarto de século que também já me caiu no lombo lol Acho que só tenho noção de que o tempo passa demasiado depressa quando digo que já nos conhecemos há 10 anos e que a minha primeira saída até as 4 da manha foi quando tu fizeste 16 anos, quando fomos até à discoteca! Na altura era assim uma coisa fora do normal e agora que seria normal nem tenho disposição pra essas coisas (isto realmente é da idade lol)E quando sei que o pirralho do meu irmão já faz 7 anos e ainda foi ontem que lhe andava a mudar as fraldas. Mas deixa lá que havemos de ser umas cotas todas jeitosas quando lá chegarmos, o que provavelmente nem vai demorar muito com o ritmo que isto anda a levar...! Beijoca bem grande miga do coração!

MSIAD A POTES disse...

A mim por mais que corras... não me apanhas :)

Desculpa os parabéns atrasados... mas com os dias a correr nem dou por eles passarem e a minha memória não ajuda também... sabes que não faço por mal.

Beijinhos