11 junho 2008

Ainda bem que EU NÃO FUI

... ao Rock in Rio.
Porque fui na segunda-feira passada ao Rock na Ribeira, naquela grande terra que é Pechão, e foi muito melhor do que qualquer festival de betos e elites.
Os farenses Death on the Door inauguraram o palco mas eu perdi o concerto porque me descuidei a enfardar jaquinzinhos com arroz de tomate.
Seguiram-se os olhanense Punk c' Mantega, vencedores da primeira edição do concurso de bandas Abril Bandas Mil. Um punk pouco limado mas prova que de "no Rock na Ribeira se ouve punk à maneira".
A grande surpresa foram mesmo os La Plante Mutante, também eles algarvios, que arrantaram gerações e reavivaram memórias com míticas interpretações dos anos 80. Os meus parabéns a esses grandes cromos!
Os Linda Martini apresentaram a imagem de marca do festival. Rock. Puro e duro. Com guitarras desgrenhadas e sonoridades electrizantes. Inesquecível.
O ambiente primou pela heterogeneidade mas, ao mesmo tempo, pela simbiose perfeita com que todos factores se conjugaram.
Qual Rock in Rio, qual quê. Venham a Pechão e aprendam!

4 comentários:

MSIAD A POTES disse...

EU FUI! ... foi fixe... não estava nada cansada... apenas me deixei dormir sentada no chão prai umas 10vezes ao som de quem fosse desde a amiga Alanis, ao imparável Bon Jovi passando pelo Alessandro Sanz! ...Mas no final das contas foi fixe, nunca a minha caminha me soube tão bem! hehe

Até gostei... era apenas para a piada :P

Ana Ferro disse...

Oi tu tas cota já! Vai ao concerto depois do que fala é só da cama. Olha ao menos que tenhas tido companhia nessa noite =p Ups isto não era pa dizer lol Tenho saudades tuas pah, vê se fazes visita mazé, kiss kiss

MSIAD A POTES disse...

HEHE e tive ... lol
em camas distintas... claro

Ana Ferro disse...

Claro LOL imagino que sim... =p